CORAGEM!

Postado em 21-10-16

O povo de Deus não tem porque se lamentar, porque o Senhor é o nosso prazer e cântico, é Nele que colocamos a nossa fé e a nossa vida.

Não devemos nos queixarmos, porque o Senhor tirará do meio os murmuradores.

Levaria o Senhor para frente da batalha um exército fraco, ou frágeis de coração?

Não, o Senhor Deus dá a seu povo um espírito de bravura e coragem, fazendo deste povo um povo destemido e forte.

Dará ao seu povo a fibra dos mártires, porque são as testemunhas da ressurreição de Jesus, por isso são valentes.

O Senhor retirará da linha de frente os covardes e desejosos de conforto e de bem-estar, que só visam os bens que este mundo oferece, porque o Seu caminho requer sacrifícios e o prêmio não são coisa perecíveis e nem honrarias humanas.

Tomemos, pois, toda a armadura de Deus:
O capacete da salvação, a couraça da justiça, cingidos os nossos lombos com a verdade e calcemos os nossos pés na preparação do evangelho da paz, tomemos o escudo da fé e a espada do Espirito, que é a Palavra de Deus
(Efésios 6:10-20).

Sim, o povo de Deus, tem uma luta, um combate de mãos dadas uns com os outros, porque lutaremos com o inimigo face a face, e não iremos correr em retirada, a não ser que tombemos mortos, porque não há armadura para proteger as costas e os correrem perecerão.

O Senhor dos Exércitos está na nossa frente a ordem de avançar está sendo dada.

Não há como recuar ou retroceder.

Nós não conseguiremos estar nesta luta se não tivermos total convicção da nossa fé em Jesus Cristo, e os nossos olhos unicamente voltados o autor e consumador da nossa fé.

Não poderemos lutar este combate ao lado do nosso Senhor, e nem entrarmos neste conflito, enquanto estivermos presos na vaidade e no conforto pessoal da vida presente.

Cada soldado em uma guerra comum, ele dá o primeiro lugar a forças armadas do seu país e em segundo lugar é que vem o dever da sua vida privada.

O mesmo deveremos fazer, se desejarmos ser seguidores de Jesus Cristo.

Porque assim fez Jesus durante o seu ministério terreno, sua vida inteira estava subordinada à vontade do Pai.

Vejamos o que está escrito:
Porque também Cristo não agradou a si mesmo
Romanos 15:3

Então, como correremos o risco de permitir que a nossa carne manifeste em primeiro lugar os nossos desejos, sendo que não somos maiores do que o nosso Mestre Jesus Cristo?

Não podemos ter corações duvidosos e temerosos ante ao chamado de Jesus para nos alistarmos nesta milícia santa.

Não devemos confiar em nós mesmos, na nossa própria força, porque o braço da carne nos enfraquecerá, a nossa capacidade não nos ajudará e a nossa mente nos guiará em ereção oposta a batalha.

Somente o que for germinado dentro de nós através do poder do Espírito Santo de Deus, é que nos capacitará para a luta e para conquistarmos a vitória.

Por isso não devemos nos conformarmos com este mundo, mas transformarmos pela renovação do nosso entendimento, para que possamos descobrir pessoalmente, qual é a boa, aceitável e perfeita vontade de Deus.

Nesta batalha final tem lugar para você, porque Jesus Cristo está voltando!

JESUS CRISTO É O SENHOR, O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s