A CORAGEM DE PERDOAR

Quem nunca errou está isento de perdoar.
Quem nunca falhou não precisa perdoar
os erros alheios.

Quem não recebeu o perdão que Deus dá
porque tudo resolveu por seus próprios
meios —
Não tem motivo para as falhas dos outros
relevar.

Os perfeitos não precisam as faltas dos
outros esquecer.

Os fortes não precisam aos fracos abraçar.
Os que sempre refletem antes de falar
Não têm jamais do que se arrepender.
Os que agem sempre certo não têm o que
repensar.

Os que enxergam todos os ângulos de uma
questão —
Sem espaço para a emoção, feitos de
exclusiva razão —
Jamais precisam suas convicções repensar.
Os que nunca pecaram não têm o que
confessar.

Os demais — que não estão nesta condição
devem humildemente, corajosamente
perdoar.
Se não o sabem, de sua empáfia devem
abrir mão.
Se nunca o fizeram, devem hoje começar.

Jesus o ensinou em sua principal oração.
Jesus o ofereceu quando olhou para a
multidão
Como se não soubesse o que com ele fazia.
Jesus o viveu na vida e na cruz onde
morreria.

O único cuja vida foi absolutamente
correta
Absolveu quem o seu perdão aceita
E passa a viver na alegria completa:
A alegria de quem se doa,
A coragem de quem perdoa.

Israel B. Azevedo

“Embora minha memória esteja falhando,
eu me lembro de duas coisas bem
claramente: eu sou um grande pecador e
Cristo é um grande Salvador”.
(John Newton)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s