PALAVRAS ESSENCIAIS : COMUNHÃO

— O que é ter comunhão com Deus?
— eis a pergunta que nós mesmos
nos fazemos.

Muitas respostas têm sido dadas e
algumas têm sido intensamente
vividas.

Embora sejam bem-vindas as definições
e as práticas, temos que nos voltar para
Jesus, cuja vinda ao mundo teve o preciso
objetivo de tornar possível a nossa
comunhão com o Pai.

Para tanto, ele perdoou os nossos pecados e
derrubou o muro que nos separava do Senhor
Deus.

Leitor da Bíblia, sua prática nos leva a lê-la
também para conhecer a mente daquele que é
Eterno.

Jesus mesmo, nas horas difíceis e nos momentos
contentes, repetia as palavras sagradas que,
desde a infância, guardava no coração.

Ao longo de sua vida, ele nos ensinou a orar ao Pai
como a forma por excelência posta à nossa escolha
para nos comunicarmos com o nosso Deus.

A comunhão de Jesus com o Pai se expressava de
modo sublime no jeito como tratava as pessoas.

Ele as via como o Criador as via.
Ele as amava com tanto vigor que as tornava
dignas sempre que as tocava, com palavras
ou gestos.

A comunhão se faz de olhos abertos para o alto e
para o lado.

A comunhão acontece quando nossos olhos se
fecham apenas para o egoísmo, esse mal que nos
afasta de  Deus e dos outros.

Na comunhão, nossos braços se abrem para receber
o amor de Deus como se fossem uma rosa que
despetalamos para perfumar as mãos dos outros.

Israel B. Azevedo

Posso suportar a perda de todas as coisas,
exceto do toque de Deus na minha vida”.
(Willard Cantelon)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s