SAUDAÇÃO AOS PASTORES DE BELÉM

Saudemos os pastores de Belém porque não
aceitaram a condição que lhe quiseram impor.
Considerados como gente sem valor, eles se
aceitaram como os via o sumo pastor.

Saudemos os pastores de Belém porque não se
curvaram ao que lhes diziam: anjo não existe;
o extraordinário não subsiste, muitos lhes
garantiam.

Antes, diante da realidade que rasgava a razão,
encheram-se de fé e emoção.

Saudemos os pastores de Belém porque não se
subordinaram a rotina fria do trabalho que pode
tornar escravo quem é livre.

Com responsabilidade, deixaram seus afazeres em
busca da utopia, que todos consideram coisa
impossível que não pode acontecer, e se tornaram
testemunhas de uma história que diante dos seus
olhos acontecia e ajudaram a escrever.

Saudemos todos aqueles que não aceitam a
condição que lhe impõem, venha da tradição que o
novo rejeita ou do meio que a liberdade estreita.

Saudemos todos aqueles que amam a razão, mas
seus escravos não são, porque uma razão que
escraviza assim a verdade não mais visa, senão a
submissão.

Saudemos todos aqueles que não se escondem sob
a rotina do dever para se recusarem a fazer o que é
certo fazer.

O Natal nos canta que ainda nos espera Belém.
O Natal nos encanta, pois, o Messias veio e vem.

Israel B.Azevedo

 

“O Natal celebra o assombroso e maravilhoso
fato que Deus é maior, mais sábio e mais
misterioso do que somos capazes de imaginar”.
(Dan Schaeffer)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s