A FORÇA DA VIDEIRA

Estai em mim, e eu em vós;
como a vara de si mesma não pode dar fruto,
se não estiver na videira, assim também vós,
se não estiverdes em mim.
Eu sou a videira, vós as varas;
quem está em mim, e eu nele,
esse dá muito fruto;
porque sem mim nada podeis fazer.

João 15:4,5

Ser discípulo significa seguir um mestre e aprender com ele.
O discípulo não somente aprende, ele também obedece,
mas acima de tudo, o discípulo muda sua rota, seu modo de vida,
porque agora não vive mais para si mesmo.

Aprendeu a seguir e a viver conforme seu mestre.
Contudo, o discípulo sabe que não possui forças para,
sozinho, caminhar e mudar seu rumo.
Ele precisa da força do mestre.

Precisa andar de mãos dadas com quem o está ensinando.
Com seus ensinamentos, Jesus não propôs uma mera religião,
ele apresentou um novo modo de vida.

Contudo, essa nova vida jamais pode ser desvinculada dele
porque o discípulo sem o mestre não consegue encontrar a verdade
e muito menos segui-la.

O discípulo sabe que por mais que tente obedecer a Deus,
não obterá sucesso completamente por causa da sua condição
humana de pecador. Por mais que queira, muitas vezes
não consegue fazer o que é correto.

Vive um dilema, uma batalha entre o que deseja fazer
e o que consegue realizar.
O apóstolo Paulo soube muito bem o que é viver esse dilema
e assim declarou:

“Pois o que faço não é o bem que desejo,
mas o mal que não quero fazer,
esse eu continuo fazendo (Romanos 7:19)”.

Você já provou dessa angústia?
Querer fazer o que é correto, mas sentir-se culpado
e frustrado por não conseguir ser como o seu mestre?

Jesus conhece o nosso coração e sabe quando, de fato,
tentamos acertar, mas não conseguimos e ele nos diz
para dependermos da força dele, da capacidade dele
e da transformação que Ele pode fazer.

Sozinhos, jamais seremos capazes de acertar em tudo
e acumularemos apenas culpa.
A grande maravilha do evangelho de Cristo é que Ele
não nos força a agir corretamente.

Jesus Cristo nos transforma porque regras apenas ditadas
e impostas, um dia serão quebradas.
No entanto, quando aceitamos a nossa falibilidade
e buscamos de verdade uma nova forma de viver.

Jesus nos convida a caminhar com ele e ser transformado
dia após dia.
E mais tarde quando olharmos para trás perceberemos
o quanto ele já mudou em nós.

Rita C. Stracci

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s