CANSADOS, MAS AINDA PERSEGUINDO.

 

É importante a narrativa no livro de Juízes, capítulo 8.

Postado 21-09-16

Este texto nos fala da perseguição que Gideão
e os seus trezentos homens fizeram contra Zeba e Salmuna,
reis dos midianitas. ( Juízes 8:5).

 

Gideão já estava vindo da sua grande vitória
contra midianitas,quando usaram nesta batalha
buzinas e tochas para vencer aos inimigos
que eram numerosos como “gafanhotos em multidão”.

A batalha era árdua e a perseguição ao inimigo deixará
o exército de Israel cansado, mas eles continuavam a perseguição
contra os cabeças, chefes maiores, os reis midianitas.

Esta atitude de tenacidade daqueles homens
nos ensina que espiritualmente, podemos imaginar
que já vencemos os nossos inimigos, mas esquecemos
que os seus “maiorais” ainda podem estar soltos,
ameaçando as nossas vitórias.

Temos que continuar a prossegui-los
até derrota-los completamente.

Estes inimigos podem ser manifestações sutis
da nossa carne como: raízes de amargura,
falta de perdão, vícios ou algo que nos afaste a presença de Deus.

“Muitas vezes com a desculpa de que estamos cansados,
nos prostramos e deixamos de perseguir o inimigo.
Não sentimos forças para continuar a luta,
achamos que não vale mais a pena e que queremos
e merecemos descansar”.

Não foi está a atitude de Gideão!

Quando ele e os seus homens estavam
extremamente cansados, ele os convocou para uma vigília
de guerra e perseguição contra o inimigo e teve a vitória.

Um comentário em “CANSADOS, MAS AINDA PERSEGUINDO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s